quinta-feira, 10 de maio de 2012

Luta desigual: Trabalhadores da Educação X FITS

  
  
Tenho acompanhado de perto a luta dos trabalhadores da educação privada em Alagoas por um salário justo e melhores condições de trabalho. Os sindicatos dos funcionários e dos professores, SINTEP e SINPRO, respectivamente, têm enfrentado uma grande batalha, contra a indústria da educação, uma das mais poderosas e lucrativas do país.
No mesmo ano em que vemos o centro acadêmico de direito da FITS ingressar na justiça contra o aumento abusivo das mensalidades, vemos também o sindicato dos trabalhadores penando para conseguir reajuste salarial que corresponda ao menos à inflação, evitando assim a perda salarial para os trabalhadores.  Essa situação esdrúxula não é demérito apenas da FITS, mas infelizmente uma realidade que se alastra pelo Brasil: a Educação privada está cada vez mais capitalizada, controlada por grandes grupos econômicos nacionais e internacionais e cada vez menos preocupada com a qualidade e a valorização dos seus profissionais.  Uma verdadeira indústria, focada em produzir não o conhecimento, mas o lucro!
Minha indignação hoje chega ao limite máximo quando recebo a notícia de que os líderes sindicais estão sendo processados por tentar informar à categoria sobre as negociações salariais e a dificuldade em se conseguir esse reajuste. O presidente do SINTEP, sindicatos dos trabalhadores da educação privada, esta sendo ameaçado de ser acionado pessoalmente na justiça por iniciativa da FITS, por distribuir junto à categoria informativo do sindicato aos trabalhadores, denunciando a forma como as negociações vêm sendo conduzidas. Para se ter uma idéia, os trabalhadores ainda reivindicam reajuste salarial referente ao ano de 2010!
Apenas a sociedade mobilizada pode pressionar essas instituições para que, ao invés de perseguirem os trabalhadores, ofereçam melhores condições de trabalho, investindo assim na qualidade da educação que é ofertada. Peço que repassem essa denúncia a todos os amigos e conhecidos e que os estudantes de faculdades particulares cobrem satisfações à sua instituição a respeito do assunto.

mais informações em http://www.sintep-al.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário