terça-feira, 1 de julho de 2014

Ponto de partida

Falar de amor não e fácil, porque parte da experiência pessoal de cada casal, de cada pessoa. É mais difícil porque da mesma forma que não dá pra explicar a um cego a beleza do pôr-do-sol, é impossível explicar o significado de tudo isso a quem nunca amou. Mas hoje eu descobri um tesouro e não poderia guardá-lo só para mim. Preferi compartilhar com vocês.
Este mês de julho completamos um ano e meio de casados. Casamento mesmo, tradicional, na igreja, com padre e aliança. Casamento com uma rotina diferente, mas com suas delícias e problemas, como já imaginávamos que poderia ser.   Pode ser que esse tipo de relação esteja ficando cada vez mais fora de moda, é uma pena, as pessoas não têm mais tempo nem paciência de aprender a lealdade. Sim, porque isso se aprende, não nascemos já sabendo. Ser fiel a um relacionamento não é não ter dúvidas, não é não errar, mas compartilhar dos erros e dúvidas, compreender, pedir perdão e perdoar com o coração, aprendendo juntos como acabar as dúvidas e errar cada vez menos.
Há cerca de sete anos vivemos este relacionamento à “distância”. Esse termo “distância” pode ter dois sentidos. O primeiro é distância física mesmo; eu, um pernambucano lá de Petrolina, morando em São Paulo e ela, uma alagoana arretada de Maceió. Nos beijamos pela primeira vez no alto do pão de açúcar, no Rio de Janeiro. Pronto, aí começa tudo, foi amor ardente, daqueles que a gente sente nas entranhas, que corre na veia.
De lá pra cá já morei em São Paulo, 2500 Km de distância, morei em Porto Alegre, mais 3500 km da danada da distância, até que pra felicidade imensa vim morar bem pertinho dela, no Recife. Só 250 km me distanciava da minha princesa, que sempre esteve em Maceió.
Fomos namorados, noivos e casados à distância, mas finalmente o mês de julho findará com essa etapa, pois minha amada princesa está vindo pra cá, morar de vez e iniciar essa nova fase: juntinhos.
O outro sentido da distancia, não existe no nosso relacionamento. É, não existe, para nós nunca existiu.
Conseguimos passar por todas essas fases de namoro, noivado e o próprio casamento mantendo tuuudo absolutamente aquecido, paixão ardente, amor equilibrado e, em alguns momentos, desequilibrado também. Como isso acontece? O que faz isso permanecer vivo e tão forte? Meu amigo, na verdade, eu não sei explicar, talvez seja o poder da palavra amiga que sempre cultivamos, o carinho, o aconchego, os desejos permanentes e a vontade de amar uma pessoa tão especial.
Nesse tempo descobri que o amor não me torna invencível ou incapaz de magoar minha companheira. O amor me tornou consciente dessa humanidade e disposto a lutar para me tornar um ser humano cada vez melhor. Melhor para aquilo que me faz melhor: minha família. O amor se aprende. Felizmente a vida me deu os melhores professores que poderia ter me dado: minha esposa Mirelly e meu filho João Pedro. Eles me ensinam, com eles estou bem, por eles abro mão das milhões de outras oportunidades e o faço me sentindo tranquilo e feliz. “Se isso não é amor, o que mais pode ser?”
Por muitas vezes, quando me pego pensando nela, percebo que um fator importante que nos faz tão próximos um do outro é o respeito mutuo, a paz nas ações diárias, que faz ficar mais forte o sentimento do dia a dia dentro do meu coração. Já pensei diferente, já vivi diferente. Mudei e sinto que foi para melhor.

Agora, que venha essa nova fase, porque eu quero te agarrar todo dia, princesa! Vou te encher de beijos todas as manhãs e te fazer feliz. Juntos, vamos conquistar o mundo e todos os nossos sonhos!

Um comentário:

  1. Que lindo!!!!=D
    Uma a amiga especial encontra um cara legal que tem um filho sensacional... óbvio que este casamento iria ser especial! Corrijo-me, já está sendo, exalando amor!!! Começou com uma cerimônia mágica, uma festa alegre, um dia inesquecível não só para os noivos, mas para todos que foram privilegiadamente convidados. Amor, alegria, felicidade... são sentimentos do tipo que preencherão a nova fase desse casamento e, não tenho dúvida, só crescerão a cada nova fase que a vida apresente.

    ResponderExcluir