segunda-feira, 22 de setembro de 2014

E também se chamavam sonhos...



E como diz a canção, sonhos não envelhecem. Eles se tornam maiores, quentes e frios, vivem e  morrem. Renascem. Os sonhos que correm nas veias da juventude e nos levantam do sofá, da cama, da vida.

São 30 anos de sonhos lutados, conquistados, chorados, perdidos, vividos. De muitos que se foram em seus caminhos sem olhar para trás. UJS, minha querida juventude. Hoje comemoramos 30 anos de sua fundação. Comemoramos também a fundação de cada jovem que se banhou em suas lutas e o tantos outros que ainda se banharão.

Contigo aprendi a construção coletiva que é negada aos jovens pelo sistema. Sistema esse que impõe o individualismo, que tenta distruir a nossa capacidade de conviver em sociedade, de lidar com a contrariedade, de usar a criatividade, de gostar do diferente, de buscar o que é de central importância PARA TODOS.

Aos 30 a UJS é a prova de que sonhar é para todos e que lutar por nossos sonhos é a fonte que nunca nos deixa envelhecer.

#UJSBalzaca #UJS30anos