quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A marca de Zumbi



Hoje relembramos a luta de um importante herói nacional, Zumbi dos Palmares. Zumbi deve ser celebrado como um ícone da resistência no Brasil, contra um sistema politico, ideológico, social e econômico.

Mas neste dia 20 de Novembro assistimos a mais uma tentativa de enterrar nossa história, nossos símbolos, nossos heróis. Em vários posts exaltando a figura de Zumbi, disseminadores do odio despejam sandices de que o quilombo dos Palmares era um feudo escravista e execrando Zumbi como um "senhor de escravos". Essas pessoas parecem ignorar o fato de que o quilombo era um ponto de resistência incrustado numa sociedade impregnada de valores escravistas e que esses valores eram absorvidos por todos, inclusive pelos próprios negros. Não existe "herói nacional" que seja isento às contradições e limitações da sua época, o que não os torna menos importantes. Ignorar sso é de uma grande incompreensão histórica! É preciso também relembrar de que a tese de que Zumbi tinha escravos é apenas UMA TESE, nada pacificada, pois há historiadores sérios cujos estudos apontam que o que ocorria no quilombo não era a reprodução do sistema "casa grande-senzala", mas sim de organizações sociais existentes à época nas tribos e povos africanos, que possuíam sua hierarquia social.

Em verdade, o que eles querem é um Brasil, sem historia, sem referências. Façamos todas as honras a Zumbi, da forma que um herói nacional merece! Viva a luta contra o preconceito e as desigualdades sociais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário